Featured

Felicidade momentânea

O que é a felicidade se não mais que uma sensação passageira, fugidía que nos escorrega entre os dedos. Como o vento que nos move os cabelos, ou como o fumo dançante do incenso que vemos queimar em frente aos nossos olhos.
O que é a felicidade se não estes momentos de apreciação? Porque é isso que o são, são momentos em que a satisfação, tal como a água, ferve e, borbulhante, emerge no nosso espírito e nós aceitamo-la.
Por isso há dias em que chove e isso nos apazigua, há dias que o sol acalenta a nossa pele deixando-nos a sentir o seu abraço morno e isso deixa-nos também apaziguados, felizes. A felicidade é aquele eclipse perfeito em que: olhando para o costumeiro, o nosso estado de espírito, ansiedades, sonhos, medos se alinham e nós acreditamos que esta tudo bem e mais que isso, nós sentimo-nos bem. Nesse momento gera-se felicidade.

Como receber este estado de graça? Como aceitar a felicidade nas vidas que parecem vazias, insensíveis, despropositadas? Respirando profundamente e tentando conectar os pontos. Ver que de entre os acontecimentos da vida surgem as oportunidades para a felicidade, o nosso número é chamado vezes e vezes sem conta, é preciso escutar e recolher o prémio.

Sejam felizes.

Foto de  Austin Ban

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *