Well-Being

Vamos trocar de sapatos?

O final do ano aproxima-se e com ele aquele período de reflexão tradicional sobre o ano que passou por nós. Digo passou por nós com real intenção, no meio de planos adiados, meses de confinamento, visitas à distância e celebrações adiadas o ano fugiu-nos por entre os dedos.

Os meses têm-se passado e por cá o espírito forte não se tem mantido. O isolamento típico de uma casa de campo só é reforçado pela tristeza que nos impele a nem responder as mensagens que chegam. Os projetos de jardim foram adiados e quase todos os outros também. Há umas semanas cá em casa falávamos de projetos e a verdade é que noto que a falta de perfeição no que faço me desmotiva de simplesmente criar algo.

“I think perfectionism is just fear in fancy shoes and a mink coat, pretending to be elegant when actually it’s just terrified. Because underneath that shiny veneer, perfectionism is nothing more that a deep existential angst the says, again and again, ‘I am not good enough and I will never be good enough.”

Elisabeth Gilbert – Big Magic: Creative Living Beyond Feards

Hoje num dos tradicionais podcasts TedTalks que oiço ouvi parte desta citação e revi-me muito. Criar algo é mais importante do que criar algo perfeito. Errar é fruto da tentativa e o verdadeiro professor desta vida. Creio que um bom objetivo para 2021 será tentar mais, mesmo que o resultado seja imperfeito, mesmo que saia mal. No final só poderei dizer que consegui, que o fiz.

Prontos para andar descalços?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *